Citações

Cristo, anda cá ver isto

mercadorA ler aqui, aqui e aqui.

Anúncios

“Novos Corpos Gerentes tomaram posse da Casa do Povo de Tadim”

casa_povo_tadim_presidente_jose_manuel_dias_cunha

A Casa do Povo de Tadim reuniu ontem, dia 24, em Assembleia Extraordinária, tendo como ordem de trabalhos a tomada de posse dos novos Corpos Gerentes da instituição.
José Manuel Dias da Cunha sucede assim a António Pinto Ferreira Vilaça como Presidente da Direção para o triénio de 2015/2017. Numa cerimónia à qual assistiram os funcionários da instituição, bem como alguns sócios, foi assim empossada a nova Direção que, nas palavras no recém-eleito presidente, espera continuar o bom trabalho desenvolvido pela anterior, sempre com o objetivo de elevar o nome da Casa do Povo de Tadim e o seu trabalho na área social.”

 

“Três e seis nove e vai um…”

Para quem jurou acabar com o “eduquês”, há sempre o politiquês, o passos-coelhês e, se falhar tudo, a estupidez. Na verdade, o ministro da Educação tudo tem feito para não falhar nenhum erro. E consegue acertar em todos. Falhar mais, falhar pior (como não disse Beckett). Temos de dar o mérito a Nuno Crato. Mas já quanto a dar-lhe o crédito não, as contas vão (irão?) sair erradas e alguém as pagará com juros. Esta Bolsa de Contratação de Escola (BCE) cobra mais juros aos professores, alunos e pais do que o Banco Central Europeu nos piores dias da troika.

Quando Crato diz (ou disse?) no Parlamento que “os professores se mantêm”, não queria dizer “manter-se-ão”. Isto é, eles vão (irão) mesmo para a rua, cumprindo “o quadro legal existente”. Quando Nuno Crato disser que no Governo “eles mentem”, obviamente que não queria dizer “eles mentirão”. Porque na verdade já estão (estavam) todos a mentir desde o princípio, há que ser rigoroso com a linguagem e cumprindo “o quadro legal existente”. E compreender a linguagem dos números, aquela que, com o ministro Crato, nunca se engana mas também não acerta.”